cartazes. cartazes everywhere

Game of Thrones, Mad Men, Penny Dreadful (ai que saudade), O Demolidor, Os Vingadores: A Era de Ultron e, de quebra, uma imagem de True Detective. demolidor netflixgame of thrones 5mad men os vingadores penny dreadful 4 penny dreadful 5 penny dreadful 6 penny dreadful 7 pennydreadful 1 pennydreadful 2 pennydreadful 3penny chandler 2penny chandlerpenny evapenny poster true detective 2

Anúncios

o oscar 2015

vencedores oscarComo sempre, foi uma noite bem longa, mas, paradoxalmente, enxuta. Como a grande maioria dos filmes indicados era independente, havia um clima de camaradagem, leve como o Spirit Awards, que este ano serviu como uma prévia do Oscar. As pessoas foram ao Dolby Theater com o intuito de celebrar o cinema e aplaudir os colegas. Não teve carão, todos que ganharam ficaram imensamente felizes por vários motivos. O principal é que eles sabem que está cada vez mais difícil fazer filmes como Birdman, Boyhood, O Jogo da Imitação, Whiplash, O Grande Hotel Budapeste, Selma… Então, ser reconhecido por uma indústria que tem dito não aos filmes independentes é justamente a glória.

Neil Patrick Harris estava morno, conseguiu fazer uma limonada com os limões que recebeu. O roteiro riu de si mesmo fazendo autocríticas o tempo todo. Num Oscar de pouca diversidade, as minorias falaram mais alto. Patricia Arquette reivindicou igualdade salarial. Foi ovacionada e arrancou gritos de “é isso aí, mana” de Meryl Streep. John Legend e Common emocionaram ao apresentarem Glory, do filme Selma. Ganharam e subiram ao palco pedindo que a luta por igualdade, democracia e  justiça continue em todos os lugares do mundostreep arquetteglory pine

Graham Moore, roteirista de O Jogo da Imitação, vencedor na categoria roteiro adaptado, fez um desabafo. “Quando eu tinha 16 anos, eu tentei me matar porque eu me sentia esquisito e me sentia diferente e sentia que não pertencia a lugar nenhum. E agora que eu estou aqui eu gostaria de dedicar esse momento aos jovens por aí que sentem que são estranhos ou diferentes ou que não se encaixam – sim, vocês se encaixam. Eu prometo. Permaneçam estranhos, permaneçam diferentes, e quando chegar a sua vez, e vocês estiverem sobre esse palco, transmitam essa mensagem para as pessoas que virão depois de vocês.” Lembrou o discurso do Dustin Lance Black.

E então veio o momento mais bonito e surpreendente da noite. Lady Gaga cantou e encantou um medley de A Noviça Rebelde. Nos fez querer escalar todas as montanhas. Até a semana passada, ela estava sendo taxada pela mídia como uma piada, uma pobre fracassada sem talento, irrelevante, mesmo tendo feito uma linda apresentação no Grammy (e ganhou) e sido convidada por Paul McCartney para uma gravação. Vê-la cantando perfeitamente e sendo ovacionada foi basicamente a síntese de cada filme indicado neste Oscar, que recebeu tantos nãos e percorreu um longo caminho até conseguir alguma visibilidade, por méritos próprios. Julie Andrews entrou em cena e eu chorei. julie andrews gaga

Teve surpresas: Whiplash abocanhou mais que um Oscar e garantiu uma boa carreira para o diretor Damien Chazelle. Big Hero 6 venceu Como Treinar Seu Dragão, Boyhood não levou nem em edição, onde era favoritíssimo, Alexandre Desplat ganhou por O Grande Hotel Budapeste, e não por O Jogo da Imitação, como se previa. Birdman levou até em roteiro original, onde todos juravam que ia dar O Grande Hotel e o curta The Phone Call ultrapassou Boogaloo and Graham.

Finalmente deram um Oscar pra Julianne Moore!!! John Travolta está cada vez mais esquisito e todo mundo, com ou sem Oscar, teve uma noite de Cinderela. Até o ano que vem! cumberbatch

oscar 2015 e meus pitacos

Filme: Birdman. Nem todos entenderam Boyhood e a campanha de Birdman cresceu muito nos últimos minutos. Fora que é aquele filme que todo mundo gostaria de ter feito. Quem merece: Birdman, Boyhood e O Grande Hotel Budapeste.
Direção: Richard Linklater (Boyhood). Um jeito de premiar Boyhood com um Oscar importante. E seria super merecido. Iñárritu também merece.
Atriz: Julianne Moore (Para Sempre Alice).
Ator: Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo). Ele arrasou, mas tem tudo o que a academia gosta. É uma cinebiografia, uma interpretação física, é jovem e ainda é inglês!
Atriz Coadjuvante: Patricia Arquette (Boyhood). Ela simplesmente brilha.
Ator Coadjuvante: J.K. Simmons (Whiplash). Chega a ser assustador. “Not quite my tempo.”
Roteiro Original: O Grande Hotel Budapeste – Wes Anderson.
Roteiro Adaptado: O Jogo da Imitação – Graham Moore.
Edição: Boyhood. Não entendo como Birdman não foi indicado.
Fotografia: Birdman – Emmanuel Lubezki.
Figurino: O Grande Hotel Budapeste – Milena Canonero
Filme Estrangeiro: Ida. Adoraria que Relatos Selvagens levasse, mas acho que a campanha atrasou um pouco. Pode dar Leviathan.
Animação: Como Treinar Seu Dragão 2.
Canção: Glory – Selma ou I’m Not Going to Miss You – Glen Campbell: I’ll Be Me.
Trilha: A Teoria de Tudo – Alexandre Desplat. Acho absurdo Whiplash e Birdman não terem sido indicados.
Design de Produção: O Grande Hotel Budapeste
Cabelo e Maquiagem: Foxcatcher.
Edição e Mixagem de Som: Birdman.
Efeitos Visuais: Interestelar.
Curta de Animação: Feast (O Banquete).
Curta-metragem: Boogaloo and Graham.
Documentário: CitizenFour.
Documentário Curta: Crisis Hotline: Veterans Press 1

reviravolta no emmy

emmyNão tem mais essa de série mudar de categoria pra ter mais chances de ganhar. Agora no Emmy é assim: Se a série tem episódios com mais de 30 minutos, é drama. No ano passado, Shameless viu que teria mais chances de ganhar se concorresse como comédia, este ano, quando as novas regram passam a valer, ela terá que tentar a sorte no drama. Mas as chances aumentaram, pois a Academia de Artes e Ciências Televisivas reconheceu o crescimento de séries boas e aumentou de seis para sete os indicados – em comédia e drama.

A categoria Minissérie acabou, agora é Série Limitada. São produções em duas ou mais partes, com duração mínima de 150 minutos no total, antológicas. Ou seja, histórias independentes sem continuação nem personagens recorrentes. Então True Detective, que tentou ano passado o Emmy de série dramática, agora só pode concorrer em Série Limitada, assim como Fargo e American Horror Story.

A parte de Variedades também teve mudança. A categoria passa a ser dividida em talk show e esquetes de variedades. Logo, Saturday Night Live não concorre mais com James Stewart, Conan O’Brien…

Os produtores e canais que não concordarem com as novas regras poderão fazer um requerimento que será analisado por uma comissão da Academia. Para que o requerimento seja aceito, ele precisa que 2/3 da comissão aprovem o protesto.

tudo o que você precisa saber do oscar 2015

oscar neil patrick harrisA 87ª entrega dos Oscar acontece amanhã, dia 22. A transmissão completa vai ser pela TNT a partir das 20:30h com o tapetão e aqueles programetes chatos. O E! vai exibir o tapete ao vivo, mostrando direitinho os vestidos bonitos, elegantes e os desastrosos (que a gente gosta de ver). A cerimônia mesmo começa às 22h. A Globo passa a exibir ao vivo depois do Big Brother.

A apresentação vai ser do Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother), que vai precisar cortar um dobrado para compensar a falta de popularidade dos filmes indicados – uma grande maioria de independentes – e do boom que foi o Oscar do ano passado, com Ellen DeGeneres e sua selfie estelar (que não saiu como previa o roteiro). E a entrega de pizza. Os produtores sabem disso e já convocaram muitas estrelas e muitos números musicais. “Queremos entreter”, disseram os produtores. Além das apresentações das músicas indicadas (Adam Levine, Rita Ora, John Legend, Common, Tegan & Sara e Tim McGraw), Lady Gaga, Jennifer Hudson, Anna Kendrick e Jack Black farão números especiais.

Os prêmios serão entregues por Jennifer Aniston, Scarlett Johansson, Chaning Tatum, Chris Pratt, Jared Leto, Chris Evans, Pine, Lupita, Viola Davis, Octavia Spencer, Cate Blanchett, Josh Hutcherson e muitos outros.

De previsível mesmo são as categorias de atores. Vai dar Julianne Moore (Para Sempre Alice), Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo), Patricia Arquette (Boyhood) e JK Simmons (Whiplash). O resto vai ser dividido entre Birdman, Boyhood e O Grande Hotel Budapeste.

Tem brasileiro no Oscar? Tem. O documentário O Sal da Terra, sobre o fotógrafo Sebastião Salgado, é dirigido por Win Wenders e o filho do fotógrafo, Juliano. O Sal da Terra acabou de ganhar o Cesar na França, mas no Oscar, a disputa está equilibrada entre CitizenFour e Virunga. CitizenFour é sobre os vazamentos de informações promovidos por Edward Snowden. Já Virunga mostra o arriscado trabalho dos guardas do parque Virunga, que preserva os gorilas no Congo. Virunga está disponível na Netflix.

E qual é a história da selfie da Ellen DeGeneres? Bom, segundo os produtores, o roteiro era Ellen descer do palco e ir até Meryl Streep. Ellen sacaria o celular para tirar uma selfie com as pessoas próximas, mas como seu braço seria curto demais, ela pediria para Meryl tirar a foto. A piada seria justamente Meryl não sair na foto. O que aconteceu? Ellen tentou seguir o roteiro, mas Bradley Cooper pegou o celular e sacou a selfie. 

E a pergunta que não quer calar: qual a diferença entre edição de som e mixagem de som? Edição de som são os sons produzidos separadamente, como batidas, motores… as onomatopeias da vida. Já mixagem é o trabalho de colocar todos os sons, inclusive as falas, de forma equilibrada, balanceada. Geralmente quem ganha edição de som ganha também mixagem.

Bom Oscar!

antes do carnaval

vingadores homem aranhaO que já aconteceu nas últimas semanas antes de nós momarmos na carne? O post faz um apanhado dos principais acontecimentos para a gente pular ou desmaiar bem informados.

Depois de muita negociação, a Sony e a Marvel fizeram um acordo para o Homem-Aranha participar dos filmes da Marvel. Nos tempos de vacas magras, a Marvel vendeu os direitos de seus personagens para a Sony e a Fox. Com tudo acertado, o Homem-Aranha deve fazer sua primeira aparição em Capitão América: Guerra Civil. Com essa mudança, os outros filmes da Marvel, como o próximo Thor, foram reagendados. Tudo leva a crer que o aracnídeo deve aparecer também em Os Vingadores: Guerra Infinita, marcado para 2018. O que não se sabe é se Andrew Garfield continuará no papel.

A final do Superbowl revelou não apenas os tubarões dançantes da Katy Perry, mas também trailers de blockbusters. Veja o Chris Pratt vai usando velociraptores para salver vidas. Cool, quero ver! 

Tomorrowland estava marcado para estrear em dezembro passado. Ele anda bem quietinho, o que nos levanta a suspeita de que não deve ser lá essas coisas, embora tenha as mão do Brad Bird. Esta é a segunda tentativa de fisgar o público. 

Ainda teve mais um trailer de Os Vingadores: A Era de Ultron, Ted 2, O Exterminador do Futuro sei lá que número.

Em tempos de Oscar, ninguém fala dele. Quer dizer, falou-se dele em Sundance, mas no ano que vem. O Festival de Sundance nunca atraiu tanto as atenções como este ano. Rolou até Brasil, que premiu Alô Regina Casé por Que Horas Ela Volta. Para ficar de olho: Brooklyn, The Witch, Me and Earl and the Dying Girl e The End of the Tour.

Para não dizer que não se falou de Oscar, os prêmios dos sindicatos e o Bafta confirmam que o deste ano deve ser um chuveirinho: uma gotinha para Boyhood, outra para Birdman, um pouquinho para O Grande Hotel Budapeste e uma umidificada para A Teoria de Tudo, afinal, estamos em estiagem. Se Birdman ganhar como melhor filme, o que tem um pouco mais de chances de acontecer, Richard Linklater leva o prêmio de direção por Boyhood e vice-versa. Quem deve fazer um pouco mais de festa é O Grande Hotel Budapeste, que deve levar o prêmio de roteiro original (a categoria mais disputada), figurino, direção de arte e até fotografia (Birdman é o maior adversário). No mais, vai dar Julianne Moore (Para Sempre Alice), Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo), Patricia Arquette (Boyhood) e JK Simmons (Whiplash). Na torcida para Relatos Selvagens levar o Oscar de filme estrangeiro.

Já na tv, a Netflix já avisou que vai enfrentar a Amazon com tudo. Anunciou uma série baseada em Zelda (derrubou minha ocarina) e a série do Baz Luhrmann, The Get Down. Ainda soltou os trailers de suas novas séries: Demolidor e Bloodline. 

 

the comeback

keanu knockTodo mundo ama um retorno triunfal. Matthew McConaughey é a prova absoluta. Ele vinha fazendo apenas comédias românticas até que algo aconteceu! Killer Joe, The Paperboy (Obsessão), Mud (Amor Bandido), Clube de Compras Dallas, O Lobo de Wall Street, True Detective. Agora, quem é o McConaughey da vez?

Colin Farrell. Ele não é ruim e já fez coisa boa – O Novo Mundo, por exemplo. Mas ultimamente ele baixou a pinta de bad boy e anda meio… romantiquinho. Tudo isso pode mudar com a segunda temporada de True Detective. Ele ainda vai aparecer em Solace, estreia do diretor brasileiro Afonso Poyat (Dois Coelhos) no exterior, e no estranho The Lobster, do Yorgos Lanthimos.

Nicole Kidman. O auge de Nicole foi após o divórcio com Tom Cruise. Veio Moulin Rouge, Os Outros, As Horas, Dogville, Cold Mountain.. Depois ela passou a fazer uns filmes bem ruins, mas suas escolhas por personagens sempre foram variadas. Depois do desastre que foi Grace, Nicole entra em 2015 com  produções bem interessantes: Strangerland, The Family Fang, Queen of the Desert, Lion e Genius.

Keanu Reeves. Ninguém o odeia. Mas também ninguém o ama de paixão. Keanu Reeves fez 50 anos em 2014 e deixou a gente chocado. Como pode? Mas parece que a nova faixa etária está fazendo bem a ele. Ele acabou de sair de Sundance com o elogiado Knock Knock, novo terror do Eli Roth. Ele ainda estrela John Wick, também muito elogiado, The Whoe Truth (que marca o retorno da Renée Zellweger) e ainda vai gravar a minissérie Rain, seu retorno à tv depois de 20 anos de Bill & Ted.

Ô, Johnny Depp, quero te colocar neste post!