um filme sobre a ambição

Whiplash-5547.cr2Jamais passou pela minha cabeça que um dia eu ia adorar um filme sobre um baterista. Em Whiplash, do desconhecido Damien Chazelle, o jovem Andrew (Miles Teller) quer se tornar o melhor baterista de jazz que o mundo já viu. Sua ambição cruza com a do severo, cruel e rigoroso professor Fletcher (J. .K. Simmons). Lendo a sinopse assim, parece mais um filme sobre um jovem prodígio que passa a ter a atenção de um professor linha dura, mas que esconde um coração de manteiga. Porém, neste filme as coisas são como são. Andrew não é bonzinho. Sua ambição o faz cometer atos horríveis, e Fletcher é realmente desumano. Os dois se merecem e se entendem.

Damien Chazelle escreveu e dirigiu Whiplash usando suas memórias como integrante de uma banda na escola. Segundo ele, a presença do seu instrutor o intimidava. Já o Fletcher de Simmons é aterrorizante na mesma medida em que consegue ser encantador. A atuação de Teller também merece elogios rasgados, ele deu, literalmente, sangue, suor e lágrimas pelo filme. É um ótimo filme sobre música sendo contada com música. E também um estudo da ambição humana. Merece todo o zunzunzum que está recebendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s