os melhores de 2014 – filmes

boyhoodO ano foi muito fraco para o cinemão dos grandes estúdios, mas ótimo para o cinema independente. Estes foram os filmes que mais gostei.

Boyhood  Com certeza muita gente viu este filme e se perguntou “mas é só isso?” Boyhood vem na contramão do que o cinema tem feito nas últimas décadas. Não é apenas o grande feito de ter filmado por 12 anos com o mesmo elenco, mas a preciosidade de se filmar o tempo. Ou melhor, a passagem de tempo. Ao ver Mason passar da infância para a vida adulta, nós nos vemos, refletimos sobre a vida e como somos aproveitados pelo tempo.

O Grande Hotel Budapeste  Não escondo de ninguém que sou fã dos filmes do Wes Anderson. Com este, virei mais fã ainda. Além do deslumbre visual que é um personagem do filme, Anderson conta uma história dentro de outra, contada num outro tempo. É sobre como é difícil, belo e triste viver num mundo que não existe mais.

Guardiões da Galáxia É exatamente como um filme de aventura deve ser: empolgando, divertido e esperto. Fazia tempo que não via um filme assim, desses que devem ser visto com um monte de gente, com refrigerante e pipoca nas mãos. James Gunn criou um universo próprio e com personagens que a gente gostaria de ter como amigos. Fora isso, o filme usa muito bem as cores (num momento em que todo mundo copia o Batman sombrio do Nolan) e é um bom exemplo de estrutura de roteiro.

Pais e Filhospais e filhos  O diretor japonês Hirokazu Koreeda sabe filmar relações familiares, principalmente a partir do olhar das crianças. Ele fez isso muito bem no sofrido Ninguém Pode Saber e repetiu em Pais Filhos. O filme começa com uma família aparentemente perfeita. O filho está sendo entrevistado para ingressar numa concorrida escola particular e mente na frente dos pais. Mente porque sabe que o pai gostaria que ele desse aquela resposta. Um telefonema da maternidade abala a família com a notícia de que a criança foi trocada ao nascer. Ao conhecer o outro garoto, o pai logo se identifica nele. É alto, esperto, competidor. O filho fica de lado, contando apenas com o carinho da mãe. Mas e agora, como faz? Koreeda dá a resposta no final. Paternidade vai além do sangue. É o filme que fez Spielberg chorar e querer fazer um remake.

Vidas ao Vento Sinceramente, achei a primeira metade do filme bem chata. Mas a segunda metade faz o espectador lembrar que se trata de um filme do Hayao Miyazaki. Mesmo tratando-se da vida do projetista Jiro Horikoshi, que construiu a maior máquina de guerra do Japão, Vidas ao Vento fala de amor, a beleza etérea e sonhos. Neste caso, sonhar é o mesmo que voar, é a interseção entre Jiro e Miyazaki, que encerrou sua carreira como diretor de longas. É o filme mais pessoal dele. “Ergue-se o vento! Há que tentar viver!”

O Expresso do Amanhã Eu realmente gostei deste filme. O diretor Joon-ho Bong montou um mundo tão artificial quanto real. 1984 encontra Jogos Vorazes. Não há muito o que explicar, basta ver.

Relatos Selvagens Filmes com segmentos independentes geralmente são fracos, mas o diretor e roteirista Damiem Sfrizon fez um filme forte, vibrante e divertidíssimo. No fundo, é um estudo sobre a natureza humana. O último segmento é de rolar no chão.

Sob a Pele Quando eu terminei de ver o filme, eu não sabia o que tinha visto nem se tinha gostado. Meses se passaram e eu continuo com ele na minha cabeça. É só fechar os olhos para ver a Scarlett Johansson num infinito negro, andando como uma loba e tirando a roupa, aí entra a assombrosa música da Mica Levi. Não sei explicar exatamente por que gosto do filme.

Idaida Eu sou lento pra certos filmes e livros. Com Ida foi assim. A fotografia é absolutamente deslumbrante, mas só compreender a personagem um tempo depois – e achei genial. No filme, Ida vive num convento no interior da Polônia. Ela é órfã e está prestes a fazer seus votos. A madre diz que entrou em contato com uma tia e sugere que Ida vá passar um tempo com ela antes de fazer os votos. Ida vai, meio contrariada, e não poderia ter encontrado pessoa mais diferente dela. A realidade é sofrida e ela passa a experimentar uma vida completamente diferente da que estava acostumada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s