viva a tv

Me irrita quando falam mal da televisão. Geralmente quem o faz não vê televisão ou a vê com a visão de vinte anos atrás. Bom, em vinte anos, a televisão mudou muito, morreu e renasceu. Em muito em breve, televisão e cinema serão uma coisa só. Trocarão figurinhas até a separação ser oficialmente declarada.

Hoje, neste exato dia, o já não tão raro eclipse das séries está acontecendo. Quase no mesmo horário, três séries classe AAA vão ao ar: Game of Thrones, Mad Men e The Good Wife. Não se trata apenas da grandiosidade de suas produções, e sim sobre o poder de uma narrativa muito mais inteligente, ousada e poderosa que de qualquer estreia do fim de semana nos cinemas.

got cersei jaimeNo episódio passado de Game of Thrones, a cena de estupro e incesto perturbou os espectadores mais sensíveis, algo até incompreensível, já que houve uma cena de incesto logo no piloto e Westeros não é nenhuma terra de Ursinhos Carinhosos. É verdade que um estupro é sempre chocante, mas a origem da cena no livro a justifica. Aliás, todas as cenas de nudez, sexo e violência são justificadas. Chocante ou não, a cena acabou causando reflexão e discussão, algo não muito comum vindo de um produto de entretenimento. A mesma polêmica aconteceu na quinta temporada de Mad Men, quando Joan aceitou dormir com um cliente em potencial. Mad Men, que cobre a década de 1960, volta e meia começa alguma discussão sobre o quanto avançamos socialmente ou continuamos na mesma.

tgw finnJá The Good Wife contraria todas as leis da tv aberta e planejou com muita antecedência a morte de um dos personagens principais. Sem alarde (Scandal faria uma contagem regressiva), Will foi morto e a série virou a mesa pela segunda vez numa única temporada. O que parecia ser um resto de temporada depressivo, tem se mostrado o contrário. A série não tem medo algum de jogar seus personagens no fogo.

Antes da estreia da atual temporada de GOT, a HBO entregou, talvez, a melhor série do ano. True Detective conseguiu unir um texto conciso e preciso, uma direção inspirada e atuações excepcionais. Foi um banquete para o mais exigente dos expectadores.

fargoO futuro próximo mostra que a televisão está na sua melhor forma. Já viram Fargo? Os irmãos Coen voltam ao universo que criaram em 1996 e fazem uma série (ou minissérie) excelente. Tem aquele olhar exótico sobre a própria cultura e os personagens bizarros/normais que caem perfeitamente em atores Billy Bob Thornton e Martin Freeman. Fora o refinadíssimo humor negro. Destaque para a desconhecida Allison Tolman, que faz a policial Molly.

the knickE proximamente tem a série do Steven Soderbergh, The Knick, e a do Sam Mendes, Penny Dreadful. Alguém ainda tem coragem de dizer que televisão não presta?

Anúncios

2 comentários em “viva a tv”

  1. Olha, digo sinceramente que o incesto em GOT não me incomoda (ou em qualquer outro lugar) e que o que me incomoda e sempre vai me incomodar são cenas de estupro. Não sei como dizer isso sem parecer que sou insensível, mas acho maravilhoso eles mostrarem essas cenas em tudo que é canto na tv, eu explico: eu como mulher, sempre vi e vivi as atrocidades que acontecem sendo ignoradas, enterradas, ou seja, se não se fala a respeito, não existe. E de um tempo pra cá, inclusive na programação da tv brasileira, venho vendo cenas de estupro com maior frequência e portanto, abrindo mais espaço pra se falar a respeito do tema, e falar a respeito sempre foi dar mais um passo a frente na humanidade. Então, como uma pessoa que não leu os livros, não me incomodei com o tema estupro em si, ou que não foi assim que se passa no livro, ou seja lá porque estão reclamando, mas sim que o jamie teve coragem de fazer isso do lado do corpo do filho morto, mas se tratando de GOT acho que sempre pode-se esperar o inesperado. Mas isso é só my opinion né, rs.

    1. Você está certíssima, a televisão anda obcecada com estupro e violência contra a mulher. A consequência é que estão discutindo mais isso. No caso de GOT, que eu considero uma série super feminista, foi um efeito até não esperado, mas positivo.

      No livro, naquela altura, Cersei e Jaime ainda não tinham se visto, ela achava que ele tinha morrido. Essa parte é contada sob o ponto de vista dele, e Cersei está apenas preocupada deles serem flagrados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s