rapidinha nos bastidores – foi sem querer

Quando pequenos (ou grandes) imprevistos se tornam o diferencial num filme.

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres. Quando Aragorn (Viggo Mortensen), Legolas e Gimli encontram o monte de corpos de orcs, eles presumem que Pippin e Merry estão mortos. Com raiva, Aragorn chuta um capacete e grita intensamente. No entanto, Mortensen chutou um capacete de ferro e quebrou um dedo. Seu grito foi de dor e a cena continuou, pois Peter Jackson só soube do ocorrido depois.

Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida. As filmagens na Tunísia deixaram toda a equipe do filme doente. Harrison Ford teve diarreia e estava pouco disposto, então ele sugeriu encurtar radicalmente uma cena que envolvia uma longa sequência de luta. 

O Poderoso Chefão. Houve muitas improvisações durante as filmagens do filme. Desde o gato que subiu no colo de Brando e enriqueceu o lado humano de Don Corleone, até a cena em que Montana decide pedir bênção. O ator, Luca Brasi, estava tão nervoso em contracenar com Marlo Brando que começou a tremer e se mostrar ansioso. Coppola gostou do nervosismo de Brasi e decidiu escrever uma cena de Montana ensaiando o discurso para justificar o nervosismo.

Os Suspeitos. Todo mundo estava sério, concentrado em fazer uma cena-chave. De repente, os atores começaram a rir, até o sério Gabriel Byrne. Benicio del Toro tinha soltado um pum. Bryan Singer, o diretor, quase disse “corta”, mas viu que as risadinhas melhoraram a cena.

Laranja Mecânica. Kubrick trabalhava há dias na sequência em que Alex e sua gangue invadem a casa do escritor e não estava satisfeito. Até que ele perguntou a Malcolm McDowell se ele sabia cantar e dançar alguma música. A música de Cantando na Chuva foi a primeira em que ele pensou.

Tubarão. Todo mundo diz que o trunfo do filme foi ter sugerido mais que mostrado. O boneco animatronic do Tubarão era tão ruim e desengonçado que esta foi a única solução. Na verdade, quem não deixou Tubarão virar um filme b foi a editora Verna Fields, que ganhou um Oscar pelo filme.M8DJAWS EC001

Taxi Driver. “You talking to me?”, uma das falas mais conhecidas do cinema, na verdade, foi um improviso de De Niro. O roteiro dizia apenas que Travis falava consigo mesmo enquanto se olhanva no espelho. De Niro perguntou ao roteirista o que Travis falaria, e ele respondeu que Travis era como um garoto brincando com uma arma e dando uma durão. De Niro disse que a fala veio de um rapper comediante da época.

Garfield. Recentemente, Bill Murray contou a história mais engraçada de todos os tempos: por que ele dublou Garfield. Ele inicialmente achou que o roteiro tinha sido escrito por um dos irmãos Coen, Joel Coen. Só depois de ter assinado contrato e começar o trabalho de dublagem que ele viu que algo estava errado. O roteirista era Joel Cohen.garfield

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s