normal ou diet?

Desde os tempos de Lost que Damon Lindelof defende temporadas mais curtas para as séries de tv aberta. Ainda em Lost, ele conseguiu reduzir a duração dos episódios da terceira temporada em diante (de 25 horas, da primeira temporada, para 14-18 horas). Ele voltou ao assunto na semana passada, ao falar de sua nova série para a HBO, The Leftovers. Resumindo o que ele disse: menos episódios = maior qualidade. O chefão da Fox, Kevin Reilly, concordou com Lindelof, mas a da CBS jogou lenha na fogueira.

Nina Tassler usou a prestigiada The Good Wife para dizer que “não há dúvidas de que é mais difícil fazer 22 episódios”, mas quando se tem um escritor com habilidades, ele sabe tomar as decisões certas sob pressão. “Eu quero ouvir o Damon Lindelof reclamar quando ele vai ao banco sacar o cheque de Lost”. Particularmente, acho que ela devia ter falado menos. A mesma CBS testou séries mais curtas no ano passado. Under the Dome (13 episódios) foi lançada como minissérie, mas devido o sucesso, virou série e foi renovada. Hostages foi o principal do canal na fall season 2013, mas foi cancelada com 15 episódios.

Atores também reclamam da jornada de trabalho e da pressão. Juliana Margulies, de The Good Wife, já disse isso inúmeras vezes em entrevistas e pediu para os showrunners Michael e Michelle King que a tirassem de cenas em que entraria muda e sairia calada. Perguntados sobre por que Games of  Thrones tem apenas 10 episódios por temporada, os showrunners David Benioff e D.B. Weiss responderam que simplesmente não daria para ter uma temporada por ano caso tivesse mais episódios. Só a sequência da Batalha de Água Negra levou meses de pré-produção e quase um mês de gravações. Já na tv aberta, um episódio de uma série de 40 minutos é gravado em uma semana. Fazendo esta comparação, Lindelof quer, não só mais qualidade, mas também melhores condições de trabalho. Sou a favor de temporadas mais curtas e acho que todos saem ganhando. E você?

Anúncios

6 comentários em “normal ou diet?”

  1. Para mim é a mesma ganacia que faz com que series durem mais do que deviam. Dexter e House estão ai para dar exemplos. Acho dificil mudar a cabeça do povo(ou melhor, executivos) e no fim o programa se desgasta e todo mundo quer achar um culpado que não seja este.

    1. É verdade. Dexter e House são excelente exemplos. Começaram muito bem, mas por causa do formato (principalmente House), se desgastaram com o estica e puxa. Atualmente, Grey’s Anatomy passa pelo mesmo problema. Devia ter terminado umas duas temporadas atrás. Mas é uma das séries mais lucrativas da ABC. Esse modelo de fazer 22/24 episódios por temporada vai ser cada vez mais discutido. Até no Brasil as novelas estão sofrendo pressão para serem mais curtas.

    1. Ultimamente tenho visto só séries curtas. Acho que uma temporada de 18 episódios seria uma boa solução para as séries de fall season.

      1. The Good Wife já é uma série consagrada. O problema são as que recebem encomendas pingadas de mais três ou seis episódios e ficam na incerteza se serão renovadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s