você precisa ver six feet under

six feet underOntem o Fausto me passou um link da Vulture sobre como Six Feet Under continua sendo uma série única. Eu concordo, ela está no topo da minha lista e dificilmente sairá de lá, nem Mad Men, que eu amo e reverencio tanto, consegue fazer cócegas no que SFX representa para mim.

No seu artigo, Margaret Lyons pega gancho na morte de James Gandolfini, o pai dos anti-heróis que dominam as melhores séries de hoje: Don Draper (Mad Men), Jackie (Nurse Jackie), Walt/Heisenberg (Braking Bad) e alguns outros, para em seguida falar da ausência de dramas familiares. Não dramas comuns (e mesmo assim são poucos), mas com personagens multifacetados, ricos em suas contradições, de complexidade real. A sinopse de Six Feet Under é simples. Uma família de Los Angeles dona de uma funerária precisa lidar com a morte repentina do patriarca. Mas com uma lupa, ou um microscópio, a gente vai desfiando cada camada dessa família e seus agregados, sempre muito longe de qualquer clichê. São as relações entre irmãos, pais e filhos, amigos, colegas de trabalho, o que foi dito e o que não foi, os silêncios, os medos, as paixões e a necessidade de dar algum significado ao que se vive. Tudo isso culmina no cartático grand finale que leva seus espectadores ao nirvana (por favor, não veja o final antes de ver a série).

Eu falei de contradições, mas a série faz ver que contradições não existem. Morte e vida não são antônimos, força e fragilidade andam de mãos dadas, e medo e coragem habitam o mesmo corpo. Durante os 63 episódios (divididos em cinco temporadas), a abordagem de temas, e até mesmo tabus, vão além dos paradigmas, e a série faz você mudar seu ponto de vista. Seja a carência da matriarca Ruth ou a ideia de não merecer ser amado.

Para que a série funcione, o texto é impecável, sem inibições, te dá carinho e um soco no estômago, às vezes ao mesmo tempo. É melhor que uma sessão de psicanálise. Os personagens estão construídos sobre vigas de aço enterradas profundamente. Não há personagem ruim ou mal construído, todos habitam um universo complexo e isso faz deles nossos familiares. Eu digo, sem medo algum, que Brenda, Claire e Ruth são os melhores personagens já escritos para a televisão e tenho certeza de que suas intérpretes, Rachel Griffiths, Laura Ambrose e Frances Conroy são eternamente gratas por seus papéis. Dificilmente este elenco terá papéis tão ricos como os que interpretaram na série.

Se você quer saber o que é um bom texto, uma boa direção, direção de arte e boas interpretações, esta série te pega pelas mãos e te conduz, com paciência e respeito, pelo jardim das delícias da televisão. É muito melhor do que isso.

O Fausto sugeriu  fazer uma PEC tornando a série obrigatória. Eu não iria tão longe, mas se você ama séries e filmes, Six Feet Under é obrigatória. É a mais original das séries, capaz de mudar sua vida. Sem exagero, mudou a minha. É a mais bela, engraçada, triste, comovente e relevante que já vi. Agora sai daqui e vá logo ver o piloto.

Como me sinto quando… sempre. Os extras dos dvds estão aqui (alguns links podem estar quebrados).

Anúncios

6 comentários em “você precisa ver six feet under”

  1. Também mudou a minha, de tantas maneiras que nem sei dizer onde foi a primeira mudança. Eu sempre brinco com meus amigos que SFU é melhor que qualquer terapeuta ou livro de auto-ajuda, pois é capaz de fazer você se entender e se descobrir de maneiras que eu nunca imaginei.

    1. Uma vez eu li no Post Secret uma menina falando que trocou a terapia por uma série. Compreendi perfeitamente. SFU é tudo isso.

    1. O mundo seria melhor se todo mundo visse SFU.

      Eu vi que vocês compartilharam, a audiência do post foi lá em cima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s