e agora, josé?

Estou fazendo maratona Breaking Bad para alcançar a série, que exibe seus últimos episódios a partir do dia 11. É uma puta série, não sei como me atrasei nela. O texto é um absurdo de bom, Bryan Cranston merece todos os prêmios e Aaron Paul idem. Enfim, a série é tudo isso que todo mundo diz, mas está acabando. Mad Men acaba ano que vem, então fica a pergunta, qual vai ser a nova série impecável?

Eu não sei, talvez vai demorar um pouco. O jeito é dar uma olhada no que vem por aí, quem sabe não há uma série digna de aplausos.

True Detective é a maior aposta da HBO para 2014. Seu criador é um novato na televisão, o escritor Nic Pizzolatto, mas os protagonistas são  veteranos:  Matthew McConaughey e Woody Harrelson, ambos em ótimo momento em suas carreiras. Eles serão detetives que passam 17 anos caçando um serial killer na Louisiana. A primeira temporada terá apenas oito episódios com direção de Cary Fukunaga (Jane Eyre). 

As próximas estreias da HBO são comédias, uma vez que ela cancelou várias no ano passado. Hello Ladies e Lorimer (título provisório – versão gay de Sex and the City) estreiam em 2013 e 2014, respectivamente. Getting On (remake de uma sitcom ingles sobre duas enfermeiras do setor geriátrico), Silicon Valley (título não definido – nerds que não sabem lidar com o suceso) e Togetherness (dois casais que dividem o mesmo endereço) ainda estão em produção ou pré-produção.

A HBO tem séries dramáticas em desenvolvimento, todas ainda sem previsão de estreia e, algumas, nem foram oficializadas. As que chamam atenção são The Leftovers, The Missionary. The Leftovers é um projeto de Tom Perrotta e Damon Lindelof baseado no livro homônimo de Perrotta. Depois de uma tragédia, os traumatizados habitantes de uma cidade do interior dos EUA começa a seguir um culto disfarçado de organização de apoio. No elenco estão Justin Theroux e Liv Tyler.

The Missionary se passa durante a Guerra Fria em Berlim, onde um missionário americano acaba se envolvendo com a CIA ao ajudar uma mulher a fugir da Alemanha Oriental. Aaron Paul chegou a ser anunciado como protagonista, o papel ficou com Benjamin Walker (Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros). Open é a nova série de Ryan Murphy sobre comportamento sexual. Não se sabe muita coisa sobre ela, mas está encaixada na categoria drama.

Outras séries ainda estão engatinhado, ou não há qualquer notícia sobre sobre em que estágio estão. The Dark Tower tenta ser adaptada desde 2007, mas não foi muito longe. Depois, Ron Howard desenvolveu um ambicioso projeto envolvendo filmes e uma série. A Universal chegou a comprar a ideia, mas a descartou. Depois foi a vez da Warner junto com a HBO, mas ninguém tem certeza de nada. Só o Stephen King está otimista. Mais certa, mas não tão certa assim, é a adaptação de American Gods pelas mãos do próprio Neil Gaiman. Ele desmentiu a notícia de que a HBO deu sinal verde para série, no entanto, disse que o canal pediu que o roteiro do piloto fosse mais fiel ao livro (hahaha).

OBS: Na TCA, o diretor de programação da HBO, Michael Lombardo, E O CEO Richard Plepler disseram que Game of Thrones e True Blood durarão enquanto houver história. Lombardo disse que a atual temporada de True Blood trouxe novo gás e que ainda tem muitos fãs. Já Game of Throne, planejada para ter sete temporadas, poderá ter mais.

masters of sexNo primo pobre Showtime (já não tão pobre), as coisas parecem ter se ajeitado. Masters of Sex é a próxima estréia do canal. Michael Sheen e Lizzy Caplan são  William Masters e Virginia Johnson, o casal pioneiro na pesquisa sobre comportamento sexual, no final da década de 1950. A série vai se concentrar tanto na vida deles quanto em seus estudos. Estreia dia 29 de setembro.  

The Affair é mais uma série a explorar o relacionamento de casais. Dominic West será um professor casado, pai de família que conhece uma mulher que acreditar ser sua alma gêmea. As consequências deste relacionamento é o mote da série. Já Trending Down é uma comédia sobre o que realmente importa na vida. Philip Seymour Hoffman será um homem que terá que aprender sobre ele mesmo depois de perder sua agência de publicidade.

The Vatican tem peso de ouro. Piloto dirigido por Ridley Scott, roteiro de Paul Attansio (Donnie Brasco, House), e um elenco de rostos conhecidos: Bruno Ganz (A Queda), Kyle Chadler, Matthew Goodle e Rebecca Ferguson. Como diz o título, a série se passa nos bastidores do Vaticano, com suas rivalidades, jogos políticos e também espiritualidade. O canal ainda não encomendou mais episódios.

Também na fase piloto, mas já com oito episódios encomendados, Penny Dreadful é um projeto da dupla de Skyfall, o roteirista John Logan e o diretor Sam Mendes, que vai dirigir o piloto. Sabe-se que será uma série sombria com personagens da literatura mundial como em A Liga Extraordinária. Eva Green e Josh Hartnett estão no elenco.

Na AMC, casa de Mad Men, Breaking Bad e The Walking Dead, duas séries de época são as novas aquisições. Turn se passa em 1778 e acompanha o fazendeiro Abraham Woodhull, que cira a The Culper Ring sob ordem de George Washington. Esta organização tinha como objetivo reportar a Washington as atividades dos britânicos que ocupavam Nova Iorque. Jamie Bell protagoniza a série, baseada no livro Washington’s Spies. Alguns séculos depois, no início da década 1980, é a época em que se passa Halt & Catch Fire, sobre o início da revolução dos computadores domésticos. Três jovens (um visionário, um engenheiro e uma prodígio) vêem suas inovações tecnológicas se chocarem contra os interesses de grandes empresas. Lee Pace será o visionário do grupo. A direção é do argentino Juan José Campanella (O Segredo dos Seus Olhos). O nome da série vem de um comando autodestrutivo.

painel the good wife – tca

tca good wifeThe Good Wife apresentou seu painel na TCA – Television Critics Association, nada mais que uma coletiva sobre o futuro da série, que caminha para a quinta e comemorativa temporada. O décimo episódio será o de número 100, um marco para qualquer série, e os showrunners Michael e Michelle King prometem um senhor episódio. Ele deve ir ao ar apenas no final do ano e será o divisor da temporada antes do costumeiro hiato de festas. Mais para o início da temporada, fica a calmaria antes da grande tempestade que vai transformar o escritório numa guerra civil (palavra dos próprios produtores).

Como vimos no final da temporada passada, o homem que tocou a campainha de Alicia foi Cary, chamado pela própria para dizer que fará a debandada (se é que ela vai acontecer de fato). Inicialmente, ninguém na Lockhart/Gardner saberá da saída de alguns advogados da empresa, Alicia será questionada, mas não dirá nada. A “tempestade de merdas” (mais uma vez palavra deles) não vai acontecer de imediato. Julianna Margulies disse que ficou feliz quando leu que era Cary e não Will na porta de Alicia. Para ela, isso foi um sinal de que a série está longe de ser uma novela de triângulo amoroso – e ai de quem diz que The Good Wife é tão boa quanto uma série de canal pago, ela não gosta desta diferenciação.

Os três “brincaram” que os recentes escândalos sexuais do ex-congressista Anthony Weiner deixam a série mais atual e relevante. Margulies então disse que o olhar da mulher de Weiner durante seu pedido de retratação foi o mesmo que tentou passar no episódio piloto: vago, vazio, sem sentimentos. O caso de Weiner poderia ter servido de base para a série, mas TGW foi inspirado em outro escândalo, o do ex-governador Eliot Spitzer, que, imitando a arte, está voltando à política.

A recente denúncia de monitoramento de e-mails e ligações telefônicas também vai fazer parte da série. Indiretamente, que fique claro. O povo da Lockart/Garner vai descobrir que o escritório é monitorado desde que defendeu um terrorista na segunda temporada. Outras manchetes recentes continuarão a inspirar episódios, uma vez que a temporada é montada continuamente.

America Ferrera vai voltar a fazer participação como Natalia Flores, também espera-se a volta de outros personagens recorrentes, inclusive Elsbeth Tascioni, que deu uma indicação a Carrie Preston este ano. Só Michael J. Fox não é certeza, já que ele está estreando sua própria série, The Michael J. Fox Show.

Com Alicia toda poderosa, ela ficará mais perdida no eterno conflito entre fazer a coisa certa e fazer o que precisa. Já com o marido (?) as coisas se complicarão com a chegada da personagem de Mielissa George. Peter vai cair em tentação? O que se sabe é que Eli terá muitos atritos com Peter. Já Kalinda ninguém diz nada. Michael King assumiu a responsabilidade do arco envolvendo o marido dela. Ele achou que seria um bom paralelo com o casamento de Alicia. Ao ser perguntado sobre o destino de Nick, ou se ele vai dar uma conclusão ao arco, ele disse que não sabe.

A quinta temporada de The Good Wife estreia dia 29 de setembro.

a cara de um filme

Os artistas sul-coreanos Shin Seung Back e Kim Yong Hun desenvolveram um programa que compõe o rosto de um filme. Este programa vasculha um rosto a cada 24 frames e depois faz uma média. O resultado é fantasmagórico e familiar ao mesmo tempo. Consegue saber de que filmes são estes rostos?faces oldboy faces amelie faces avatar faces identidade bourne faces kill bill faces matrix

Old Boy, Amélie Poulain, Avatar, A Identidade Bourne, Kill Bill vol. 1 e Matrix. Mais aqui.

cinco filmes para ficar de olho

Alguém já consegue dizer que  viu o melhor filme do ano? Ou pelo menos um dos melhores? Tirando O Mestre e A Hora Mais Escura, que são de 2012, nenhum me fez soltar fogos de artifício. Mas nem tudo está perdido, coisas boas devem salvar o ano – que devem chegar com algum atraso, é verdade. 12 Years a Slave e The Fifth State estão fora porque já apareceram recentemente no blog.

Gravidade. Nenhum filme do Alfonso Cuarón é ruim. Nenhum. Gravidade não deve ser uma exceção. Se depender do trailer, vai ser aquele momento em que a gente volta a acredita que o cinema é a melhor coisa do mundo. E na tv, ele aparece com J.J. em Believe (bem Filhos da Esperança). 


Expresso do Amanhã (Snowpiecer). Eu vejo qualquer filme com a Tilda Swinton, até Nárnia. Felizmente Snowpiecer é dirigido pelo sul-coreano Jooh-ho Bong, de O Hospedeiro e Mother, e parece ser bem ambicioso. O filme já estreou na Coréia do Sul e foi muito bem recebido pela crítica. 

Fruitvale Station. O grande vencedor do Sundance deste ano. Conta a história real de Oscar no último dia de 2008, quando ele faz resoluções para ser uma pessoa melhor. Tudo desencadeia na estação Fruitvale, num trágico encontro com a polícia. 

Elysium. E um dia um tal de Neill Blomkamp apareceu com uma ficção científica sul-africana chamada Distrito 9. Uau! Ninguém esperava por aquilo. Ele volta com Elusium, também uma ficção científica como reflexo da realidade social. Este filme anda bem fora do radar, mas eu acho que vai fazer bonito. 

De quebra: Prince Avalanche. Jack Black e Daniel Day-Lewis. Not. Paul Rudd (s2). 

 

mulheres encarceradas

orange is the new blackJenji Kohan não gosta de mulheres brancas certinhas. Em Weeds, Nancy era a viúva que traficava para manter o padrão de vida num daqueles subúrbios. E como a vida dela ficou tumultuada ao longo das oito temporadas, incluindo uma passagem pela cadeia. Depois de Weeds, Jenji começou a ler as memórias de Piper Kerman, uma mulher comum, habitante dos subúrbios americanos que passou um ano na prisão por ter transportado dinheiro do tráfico de drogas. Antes mesmo de acabar o livro, Jenji viu ali a oportunidade de uma nova série e assim nasceu Orange is the New Black, uma parceria Netflix e Lionsgate.

A série não é Oz para mulheres, mas também não pega leve, é uma dramédia que intercala a dura rotina na prisão (mesmo sendo de segurança mínima, não é um resort) com flashbacks das personagens. Quem vive Piper é a até então desconhecida Taylor Schilling, que disputou o papel com atrizes como Nicole Kidman. Ela é a loirinha com “peitinhos da televisão” que aos poucos vai se adaptando ao meio.

Orange is the New Black foi renovada antes mesmo da estreia. A primeira temporada tem 13 episódios já disponibilizados na Netflix. Simpática.

bloodylista: capacetes

Sim, capacetes. É meio fetiche.

Prometheus. A figurinista Janty Yates é uma colaboradora de longa data de Ridley Scott (a veremos mais uma vez nesta lista) e o diretor foi bem claro quanto ao design do capacete: devia lembra um ovo. Depois de mil rascunhos, o design final foi produzido pela CMA Moldform, mais de 100 foram produzidos. Eles tinham que ser o mais leve possível e totalmente translúcidos. Alguns deviam quebrar. A parte mais difícil foi iluminar (mais de mil leds) e ventilar estes capacetes e uniformes. Cada ator tinha duas pessoas de prontidão para trocar as baterias e polir o globo. Tudo isso foi feito em apenas quatro meses de produção, o que não permitiu, por exemplo, inserir a pequena câmera dentro do globo.capacete prometheus 2 capacete prometheus

2001: Uma Odisséia no Espaço. Stanley Kubrick queria fazer um filme de ficção científica que fosse o mais realista possível de acordo com a ciência. O capacete é do designer de produção Harry Lange e há um círculo azul na parte de trás. Este círculo tinha a função de armazenar memória e informações do computador. E seriam inseridos através de um braço mecânico que se encaixaria no círculo azul.capacete 2001 2 capacete 2001

Além da Escuridão. Na época em que o figurinista Michael Kaplan estava trabalhando no filme, ele estava imerso nos trabalhos de estilistas dos anos 1960, como Paco Rabanne (dá pra ver isso no traje do vulcão de Spock), Pierre Cardin, Rudi Gernreich e André Courrèges, isso acabou influenciando nos figurinos de Além da Escuridão, que foram também uma tentativa de atualizar os figurinos usados na série. Como em Prometheus, o capacete também teve problemas com o sistema de iluminação e ventilação. O conforto dos atores era a segunda preocupação.capacete into darkness

Gladiador. É o único nesta lista de cinco que não é um capacete espacial. Segundo a própria Janty Yates, é seu trabalho favorito – o capacete de Prometheus também é um de seus maiores orgulhos. Ela ganhou o Oscar por ele. Todos os milhares de figurinos foram criados para o filme, incluindo as armaduras, que sairiam muito caro se fosse comprados. Parte das armaduras foram feitas pela produtora Armodillo, em aço e resina. Alguns dos capacetes tinham máscaras acopladas.capacete gladiador 2 capacete gladiador

Tron: o Legado. Mais que os capacetes, os macacões foram o principal problema. Durante um ano a equipe do figurinista Neville Page pesquisou materiais que pudessem ter iluminação própria, fora o sistema de ventilação e baterias. Para os capacetes, a cabeça dos atores foi escaneada e cada personagem tem um capacete diferente. Alguns capacetes não permitiam enxergar coisa alguma e todos tinham um sistema de iluminação e resfriamento independente do do macacão. TRON: LEGACY TRON: LEGACYcapacete tron visor

batmen of steel

superbatmanE lá no painel da Warner sobre Gravity, Godzilla e a sequência de 300, todo mundo foi pego desprevenido. Nada de Homem de Aço 2, mas um filme com o Superman e o Batman, juntinhos, seja em Metropolis ou Gotham.

O filme terá direção de Zack Synader e roteiro de David Goyer, a mesma parceria do Homem de Aço. Christopher Nolan será apenas produtor executivo. A estreia está prevista para 2015, antes da safra de filmes da DC como The Flash (2016) e A Liga da Justiça (2017). Henry Cavill manterá o peitoral para o papel, mas não se sabe ainda quem será o Batman, uma vez que Christian Bale já disse que não voltaria.

Homem de Aço não é exatamente um sucesso para a Warner. Custou 225 milhões e até agora rendeu pouco menos de 625 milhões. Parece muito dinheiro, mas repartindo o dinheiro com exibidores e o que foi gasto com marketing, não sobrou muita coisa, ou quase nada. O último Batman custou mais ou menos o mesmo e redeu mais de um bilhão de bilheteria. Já Os Vingadores faturou 1,5 bilhão de dólares. Quando Homem de Aço foi lançado, pipocou a notícia de que o filme ganharia uma sequência, o que foi interpretado mais como jogada de marketing que afirmação. Agora o Batman precisa dar um help ao Superman.

Há anos falam de um filme dos dois heróis juntos, um Batman vs. Superman, mas não há nenhuma informação se o argumento já escrito será aproveitado. Nem se o Batman do Nolan será o mesmo deste filme. As  filmagens do novo filme estão previstas para o início do ano que vem.

Eu acho que vai dar tão errado.