a arte de abandonar séries

Eu sei de pessoas que passam o fim de semana inteiro (inteiro mesmo) fazendo maratona de séries. Bom, nunca cheguei a tanto, mas por algumas temporadas, eu cheguei a ver quatro séries numa noite só. Hoje, eu dei uma boa reduzida na quantidade e faço aqui o manual para ficar só com o que interessa. Sim, é difícil, digo isso porque eu vi todas as temporadas de Desperate Housewives, quando ela só teve uma temporada realmente boa.

1) Dificilmente uma série consegue te conquistar logo de cara. Quando isso acontece, você percebe o quanto ela foi lapidada. Assim como uma série pode melhorar muito ao longo dos primeiros episódios, ela também pode se mostrar um desastre. Abandone se você não se sentir conectado. Cogite dar mais uma chance se alguém de confiança te garantir que a série melhora. Série abandonada: Smash.

2) Na televisão americana, uma série deve nascer prontas, com tudo engatilhado, pois ela não está garantida, a qualquer momento a emissora pode cancelá-la ou encomendar mais alguns episódios. Se nos primeiros episódios você começa a encontrar muitas falhas e passa a se achar mais inteligente que todos os personagens, é hora de dar tchau. Série abandonada: The Following.

3) Uma série que ganha prêmios e mais prêmios não significa que ela é incrível e obrigatória. Mad Men é a melhor série da atualidade, na minha opinião, mas provavelmente uma pessoa que vê Arrow não vai gostar de Mad Men. Às vezes a enxurrada de prêmios é apenas uma coisa de momento, logo, não se deixe influenciar muito pelo pedigree. Série abandonada: Homeland e Girls.

4) Quando uma série se torna um hit, as chances das coisas desandarem são grandes e na maioria das vezes o showrunner e o estúdio não querem mexer no time que está ganhando, então literalmente fazem mais do mesmo. O problema é que isso contraria um dos princípios das séries, que é a possibilidade de desenvolver os personagens ao longo do tempo. Série abandonada: Glee.

5) Como em absolutamente tudo, tendências ditam as coisas e também são uma praga, pois acabam enterrando ideias realmente boas e interessantes. Quando no mesmo momento, livros, o cinema e séries de outros países usam uma mesma temática ou personagem, a raspa do tacho geralmente é a produção menos interessante. Série abandonada: Elementary.

Anúncios

19 comentários em “a arte de abandonar séries”

  1. Hey, eu vejo Arrow, e amo Mad Men! 🙂 (pensando seriamente em desistir de Arrow, mas por enquanto, ainda assisto!)

    Abandonar séries é difícil porém necessário, senão a gente fica sem vida. Eu confess que dói muito meu coração de abandonar algumas séries, principalmente as que um dia foram ótimas, ou as que nunca foram grandes coisas, mas tem um ou dois atores/personagens que eu amo, mas volta e meia tenho que fazer a limpa na minha lista. Aliás, to precisando de uma limpa urgentemente.

    1. KKKKK! Foi mal! Eu ia escrever Once Upon a Time, mas lembrei que conheço muita gente que vê a série – por diferentes motivos.
      Realmente as mais difíceis de largar são as que já tiveram dias melhores, a gente sempre tem esperança de que vão melhorar.

    1. E eu que achava, só pelo cartaz, que o cara de Arrow era o mesmo de Banshee. Tá todo mundo com a mesma cara nessas artes promocionais!

  2. Não sei abandonar séries. Sofro, mas as mantenho. Esse post pode ser um ânimo pra poder aprender.
    Pelo q me lembro, só abandonei Desperate Housewives e Parenthood. Qto a maratonas, nao gosto. Aprecio assistir uma série e perder um tempinho até ver outro episodio, pra poder digerir e supor assuntos.
    Honestamente, gosto de Onde Upon a Time, mas nao é algo q me empolga, estou bem atrasado.

    1. José Eduardo, eu queria tanto parar com Parenthood mas não consegui. Parei, mas depois fiz maratona da temporada inteira, rs. Ela tá deprimente mas eu não consigo largar. Eu quero até que ela seja cancelada pra mim conseguir parar de ver de uma vez por todas kk.

      1. Eu só vi alguns episódios de Parenthood. Na época achei meio Brothers and Sisters. Vi pelo Peter Krause e a Monica Potter. Li que a temporada atual está boa e que por isso vai ser renovada. Concorda, Mayara?

    2. Ai, caramba, tenho que consertar este post. Vou tirar Arrow e botar Hanna Montana. Duvido que alguém que frequenta o blog assista – se é que essa série ainda existe.
      Quando eu começo a empurrar com a barriga, a não sentir falta, eu me pergunto se quero desistir ou continuar. Ontem eu cogitei deixar Grey’s. Claro que vou continuar, mas a monguice do Ross e a chatice da Arizona me irritam.

  3. Eu sou essa pessoa que perdeu alguns fins de semana inteiro fazendo maratona de Downton Abbey, Greys Anatomy, Misfists e não me arrependo. Mas não fuço mais atras de séries, geralmente elas que me acham (sabe aquela história de vencer pelo cansaço?) de tanto ver fotos e gente dizendo o quanto é legal eu dou uma chance, mas eu tenho que ouvir falar bastante da série antes de me comprometer. É ruim abandonar, eu sempre acho que vai melhorar se eu parar de acompanhar, fico de olho nas reviews (sou viciada assim, rs) mas até agora não tive vontade de voltar com nenhuma. Homeland mesmo foi uma pena, mas é ruim ver algo só por ter esperança de melhorar.

    1. Esqueci: eu abandonei Homeland!!! E nao me arrependo.
      Mayara, sou igual vc. As séries me acham e me escolhem. Não tem nenhuma q eu escolhi, todas foram indicações, como Breaking Bad. De tanto uma amiga falar, comecei na ver (to na segunda temporada). O ruim é q eu nao tenho esse poder de conquistar o outro com o q gosto. Ninguem começou a ver The Good Wife…

      1. Hahaha. As pessoas tem esse poder sobre mim, mas eu não consigo convence-las a dar uma olhada em tal série, filme ou livro. José Eduardo, não foi você que de tanto a gente falar de TGW foi assistir?

  4. Olha alexandre, nunca vi Brothers and Sisters mas Parenthood começou a me desanimar nessa ultima temporada. Por causa de histórias razas, sabe? Eles montam umas histórias bobas pra que tal personagem não fique só olhando o que tá acontecendo, e essas histórias acabam por dar em nada, e isso é extremamente irritante. Mas não tem jeito, vou ter que acompanhar a próxima temporada então, rs.
    Downton Abbey entrou pro meu hall de queridinhas. E também estava cogitando em parar com grey’s por causa da Arizona (chata pra caramba) mas essa é outra que não consigo largar.

    1. A Arizona é um saco! Mas Brothers and Sisters é legal só na primeira temporada. Começa bem drama e depois vira uma série deliciosa, principalmente o episódio da noite de jogos. Depois a série vira um dramalhão de repetições.

  5. Acho q Greys nao dá pra largar. Ensaiei algumas vezes, mas a série foi mais forte.
    Realmente Parenthood lembra mto Brothers and Sisters, que também abandonei.
    Minha lista de abandonos está crescendo.

    Mas acabei fazendo cálculos: estou envolvido em 18 séries , dentre as ativas, as atrasadas, as em ritmo lento e as que vão voltar. Isso me dá medo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s