os dados foram lançados

Alguém viu a estreia da 4ª temporada de The Good Wife? Foi um chutão na porta! O primeiro episódio já começou metralhando o que vai movimentar a história daqui para frente, sem delongas nem demoras. Foi tão bom e tão rápido que quando percebi, já tinha acabado – e com uma homenagem a Tony Scott.

O interessante é que Alicia ainda acredita que é uma coadjuvante. Por mais competente que ela seja, ela está no escritório porque é casada com o procurador e possivelmente futuro governador. Já na política, Peter só vai conseguir se eleger se a tiver ao seu lado. Ela é a rainha desse xadrez. Ela acha que consegue ficar no cantinho, meio de lado, mas não. Alicia só assume seu papel de protagonista quando precisa proteger seus filhos, e geralmente paga um preço caro por isso.

No início do episódio, ela, Zach e Grace discutem sobre o status que o nome Florick dá a eles. Alicia fica meio surpresa que os filhos usam o pai para conseguir coisas, e mais adiante no episódio, ela vai falar com Peter sobre o procurador do outro condado. Alguns disseram que ela fez isso para que Peter desse uma carteirada no sujeito, mas eu não vejo assim. Desde que o episódio mostrou a câmera do carro patrulha, eu achei que em algum momento usariam as imagens contra a campanha de Peter. Aliás, nada que aparece em The Good Wife é gratuito, vide Louis Canning e Patti Nyholm, e outras participações recorrentes que sempre trazem algum esqueleto. Alertar Peter seria prever que em algum momento aquela história com Zach prejudicaria a campanha, além do mais, Peter é o pai e precisa saber o que acontece com o filho.

Ainda na campanha política, Peggy Byrne chegou para atazanar a vida de todos (pena que Kristin Chenoweth não vai mais aparecer). O engraçado é Eli (nervosíssimo como sempre) e sua esperança de que Alicia vai deixar os filhos participarem da campanha, ele quase implora, mas quando Zach pede a Eli, ele dá um sonoro não. Alicia é a protagonista de tudo.

Agora Kalinda. Ela só ficou em Chicago por causa de Alicia (que não faz a menor ideia do que está acontecendo) e deu uma coronhada em Bill quando soube que foi ele quem ligou para a amiga (amo a relação das duas). Achei a sequência de luta no elevador meio mal dirigida, mas Kalinda é Kalinda, quanto mais em perigo, melhor. Confio no casal King, eles não vão transformá-la em Nikita.

E por fim, não é hilário o Clarke (Nathan Lane) calar a boca do David Lee? Melhor que isso, só ver que Zach é tão adolescente como condiz sua idade.

Anúncios

2 comentários em “os dados foram lançados”

  1. Estou mega atarefado na Faculdade, mas ontem me permiti parar e assistir The Good Wife. Eu senit q mexeram na estrutura. Está diferente, mais intenso. Me agradou.

    Concordo: Alicia é tudo. Adoro como ela se coloca superior com a Peggy (volta Kristin). As duas fizeram caras e bocas maravilhosas.

    Parece q tudo promete.

    1. Pois é, o primeiro episódio foi bem diferente do habitual. O segundo já foi ao ar, mas ainda não vi. A série tem recebido muitas críticas por causa da Kalinda. Dizem que a trama dela está desconectada com o resto. Vamos ver!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s