rapidinha nos bastidores – boatos

Ai, os boatos! Alguém com uma imaginação sugestiva ouve ou vê coisa demais e assume como verdade. Se tiver alguma teoria conspiratória no meio, o rocambole fica ainda maior. E é só juntar com um olhar mais cínico (“para vender mais”) que a justificativa está pronta! Alguns filmes têm histórias paralelas mais intrigantes e engraçadas que o próprio enredo. E um alerta: tem gente que adultera e manipula imagens para provar suas teorias.

Três Solteirões e um Bebê. Muita gente correu para a locadora assim que soube que o fantasma de um menino aparecia numa cena do filme. Programas e programas de TV congelaram a imagem para provar a existência do fantasma, e lá estava ele, bem atrás da cortina, como se estivesse espiando a filmagem. Choveram versões de quem era o guri – morreu acidentalmente, doente ou se suicidou no apartamento que serviu de locação. Bem, na verdade, o guri era o próprio Ted Denson. No filme, Ted Denson é um ator e tem no apartamento um cartaz-display com sua imagem, de uma propaganda para comida de cachorro. Meio que sem querer, o cartaz apareceu na tal cena do fantasma, mas como estava longe, o tamanho ficou reduzido e realmente pareceu um menino. Na edição final, a história da propaganda acabou ficando de fora, mas é possível ver o cartaz numa outra cena, e perto da janela. Se isto não bastou para você, saiba que as cenas no interior do apartamento foram filmadas em estúdio, mais precisamente em Toronto.

O Mágico de Oz. Quando o filme fez 50 anos, em 1989, surgiu a história do Munchkin enforcado. Ele aparece ao fundo, balançando, enquanto a turma da Dorothy vai alegremente para a Cidade das Esmeraldas. Como parece ser uma figura pequena, logo inventaram que era um anão, desiludido por uma paixão não correspondida e que se matou em plena filmagem. Ok, a história parece e é absurda, mas muita gente ainda acredita que um Munchkin se enforcou na cena. Bom, primeiramente, tudo o que acontece em estúdio é muito controlado, então é muito improvável que não notariam uma pessoa se matando no cenário. Dois, a produção alugou diversos pássaros exóticos do zoológico de Los Angeles, é a explicação mais aceita, um pássaro. Três, esta cena foi filmada antes da cena dos Munchkins, logo, não havia nenhum anão no estúdio durante a filmagem.

Disney. De todos os boatos de mensagens subliminares nos filmes do estúdio, o único verdadeiro é o de Bernardo e Bianca. Sim, a imagem de uma mulher nua existe, ou existiu, já que o próprio estúdio fez um recall e as versões mais atuais são nudez free. Oficialmente, a Disney diz que a imagem foi colocada na pós-produção do filme. Mas o curioso é uma suposta história por trás disso tudo. No livro do ex-chefe de equipe Charles Shows, ele conta que a equipe de animação quis testar os olhos de Walt Disney, famoso por perceber os mínimos defeitos nas animações. Durante a projeção, Disney mandou parar e voltar. Então ele perguntou quem tinha colocado os peitos no meio da sequência. Todos ficaram nervosos e acabaram contaram a verdade. Para a surpresa deles, Disney riu e depois demitiu os responsáveis. Ninguém sabe se esta história é verdadeira, Shows não a testemunhou, só a ouviu da boca de outros funcionários. Há grandes chances de ela realmente ter acontecido, como também de ser outro boato.

Aladdin. “Good teenagers, take off your clothes”. A Disney é sempre acusada de despertar a sexualidade de seus espectadores. Curiosamente, as acusações são sempre feitas por associações cristãs (gente muito conservadora e que adora encontrar Jesus na torrada, no vidro de geleia…). Quando o príncipe Ali vai até o balcão de Jasmine, o tigre Rajah avança em cima dele, então Aladdin diz algo que alguns entenderam como “bons adolescente, tirem suas roupas” (num português literal). No roteiro, a fala de Aladdin é “C’mon… good kitty. Take off and go”, mas na legenda em inglês aparece “Good kitty. Take off”. No entanto, no áudio, Aladdin fala “c’mon… good kitty”, e quando ele fala “kitty”, entra uma segunda voz que diz algo incompreensível e “… take off your clo…”. De quem é esta segunda voz, ninguém sabe, porém, é muito mais provável um erro de mixagem e edição de som que qualquer outra coisa. Sabemos que nas animações americanas, a dublagem é feita antes da animação e atores improvisam ou dão alternativas para as falas. É importante notar também que há uma música de fundo. E basta ouvir atentamente para ver que não tem ninguém mandando os adolescentes tirarem a roupa.

A Pequena Sereia. O povo pira com uma ruiva e seu sutiã de conchas. Bom, o padre (ou reverendo) que celebra o casamento do príncipe Eric com Ursula não tem uma ereção, como muitos gostam de achar. Dependendo do ângulo, parece que ele está bem feliz por baixo da túnica, mas é só mudar o ângulo para ver que são seus joelhos. Simples. De qualquer forma, a Disney tirou a protuberância para não deixar mais suspeitas.

Em relação ao pênis na capa do VHS, outro boato. É, parece um pau, mas não foi intencional. O artista que desenhou a arte não estava descontente com a Disney e tampouco estava prestes a ser demitido, na verdade, ele nem era empregado do estúdio. O trabalho dele foi apenas fazer as artes de divulgação, do pôster e da capa do VHS. Com pouco tempo para fazer a capa do VHS, ele correu para fazer pequenas alterações na ilustração de fundo – o castelo do mar – e nem se deu conta de que uma das torres lembrava um pênis (e o danado já estava no pôster de lançamento nos cinemas). O pobre artista só soube do boato quando uma pessoa de sua igreja ouviu a história num programa de rádio. Para encerrar de vez o assunto, a Disney camuflou a torre e depois mudou completamente a arte.

O Rei Leão. Simba e o sexo. Quando o jovem Simba se sente perdido e deslocado, ele deita e as pétalas e folhas que estavam no chão vão pelos ares, formando o que alguns acreditam ser a palavra “sex”. Na verdade, é “sfx”, abreviação de special-effects, uma brincadeira da equipe de efeitos visuais que trabalhou nesta parte do filme.  O boato surgiu quando uma criança de quatro anos disse ter lido “sex” e contado para a mãe/tia (as versões diferem), que notificou a American Life League, uma associação cristã e conservadora, inimiga da Disney. Para acabar de vez com os boatos, a Disney inseriu mais pétalas e poeira nas versões seguintes. O legal mesmo é a versão brasileira, quando o tio Scar admite que é gay!  

Poltergeist. Os boatos dizem que os três filmes são amaldiçoados, o mais radical deles diz que todos que participaram dos filmes morreram. De fato, quatro atores que participaram dos filmes morreram logo após as filmagens ou no ano de lançamento. A atriz Dominique Dunne, que fazia a filha adolescente da família Freeling, foi estrangulada pelo namorado no ano de lançamento do primeiro filme. Ela tinha uma relação abusiva com ele e decidiu terminar. Na tentativa de reconquistá-la, o namorado a procurou e os dois discutiram, tendo um final trágico, aos 22 anos.

O ator Julian Beck, que participou do segundo filme, lutava contra um câncer no estômago há mais de um ano. Na época, ele tinha 60 anos. O filme foi lançado sete meses depois de sua morte.

Will Sampson também fez o segundo filme. Seis semanas antes de sua morte, em junho de 1987, ele havia recebido um transplante de coração e pulmão. Os médicos já haviam alertado que suas chances eram pequenas. Ele teve complicações pós-operatórias, infecção e falência dos rins.

Antes das filmagens de Poltergeist 3, Heather O’Rourke, a menina Carol Ann, havia ido ao hospital diversas vezes com sintomas de gripe. Mais tarde ela foi diagnosticada com doença de Crohn, que causa inflamação intestinal e sintomas parecidos com os da gripe, como dores abdominais, febre e diarreia. Heather foi medicada e as filmagens ocorreram sem problemas. Em janeiro do ano seguinte, ela se queixou de dores e não conseguiu comer seu café da manhã. Depois de desmaiar, Heather foi levada para o hospital, teve um ataque cardíaco e morreu na mesa de cirurgia. Ela tinha 12 anos. A causa da morte foi choque séptico. Poltergeist 3 foi lançado no mesmo ano.

Anúncios

2 comentários em “rapidinha nos bastidores – boatos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s