para pina com amor

Wim Wenders não tinha interesse em dança até sua namorada puxá-lo para um espetáculo de Pina Bausch. Ele amou e os dois ficaram amigos. Durante 20 anos, os dois planejaram levar a experiência de ver um de seus espetáculos ao cinema, mas ele nunca encontrou uma forma ideal para adaptá-lo à tela. Com a explosão do 3D em 2009, eles finalmente resolveram fazer o documentário, mas Pina faleceu dois dias antes do início das filmagens, vítima de câncer de pulmão, aos 68 anos. Depois do período de luto, Wenders começou a filmar os espetáculos do Tanztheater Wuppertal Pina Bausch, grupo de dança, mas sem saber no que daria. Só depois que veio a ideia de fazer uma homenagem, um tributo à genialidade da amiga.

Durante o filme há relatos, na verdade parecem mais pensamentos, de seus dançarinos e homenagens individuais. É quando a gente vê o real papel de Pina, não só a dançarina, a coreógrafa e a diretora, mas a professora Pina, que os acolheu. No momento em que eles menos esperavam, ela chegava e dizia algo que acendia a fagulha neles. “Você é a mais frágil do grupo. A fragilidade é a sua força”, “Por que você tem medo de mim, eu não te fiz nenhum mal”, “Continue procurando”. Palavras tão relevantes que eles se lembram até hoje e que também ajudam o espectador a conhecê-la melhor, uma mulher inquieta que misturava alegria, solidão, tristeza, sofrimento, amor e rejeição. E cortando estas aspas há dança, muita dança, que o 3D mostra com uma intimidade assustadora. São trechos de Lua Cheia, Sagração da Primavera, Café Müller e Kontakthof (neste último, Wenders funde 2 gerações de dançarinos), que ficam tão próximos que é quase possível se sujar de terra, se molhar ou morrer de tristeza.

Pina é uma declaração de amor, de amizade e de gratidão. Também é um escândalo visual e de movimento. Belíssimo! Vendo o filme, percebendo a importância e o poder da arte, as mesquinharias que nos cercam ficaram do tamanho de um grão de arroz.

Eu sei que é um filme que não atrai um grande público, mas faça como eu, que não conhecia Pina, e se surpreenda. Se você gosta de beleza, vá ver correndo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s