rebobine, por favor

Este post refere-se a esta reportagem, que mostra a luta em manter uma locadora de filmes aberta. Em São Paulo, de 4.800 locadoras em 2005, apenas 2 mil ainda funcionam. Os vilões são a pirataria e os downloads, por que gastar seis reais por dois dias de locação se dá para baixar de graça? E ainda dá para ver dublado (credo).

Há alguns meses fiquei sócio da Netmovies, um serviço de locação on line que entrega e busca em casa. Bacana, funcionou direitinho, mas cancelei o serviço por um motivo que nenhum atendente entenderia. Eu preciso ver com os olhos, sensação que o envelopinho da Netmovies não me proporcionava. Filmes são como livros para mim. Gosto de ir até a locadora, andar pelas estantes, garimpar filmes, pedir uma sugestão ao atendente, ajudar cliente perdido… A locadora acaba virando um valor agregado, um prazer que a pirataria nem o download não conseguem me proporcionar. O filme se torna descartável.

prometido e não cumprido

Uma pequena lista de filmes com estreias empurradas com a barriga. Também uma desculpa para atualizar os posts mais antigos.

Devo explicar que quando a data de estreia de um filme é anunciado, é apenas uma previsão, pois há inúmeros fatores que podem alterar as datas. Este ano, por exemplo, teve Copa do Mundo, só para citar um.

Ponyo – Campeão. Estava previsto para o ano passado, foi adiado para abril deste ano e até agora não se sabe direito se estreou. Parece que está em pré-estreia há umas duas semanas.

Baarìa – De julho foi para dia 20 de agosto. O filme de Tornatore é uma autobiografia que merece ser vista no cinema, pensei até que ia sair direto em DVD. O título se refere a uma região na província de Palermo, onde a história se passa dos anos 30 até a década de 1980.

Coco Chanel e Igor Stravinsky – Do dia 08 de agosto, passou para o dia 20. Menos mal. O filme conta o romance entre a estilista e o músico.

O Último Mestre do Ar – De julho foi para dia 20 de agosto, culpa de Sherk Para Sempre. Como o filme do ogro também era em 3D, não havia sala suficiente para os dois filmes, então a distribuidora decidiu adiar. O filme é a adaptação do desenho Avatar, em que Aang é a única pessoa capaz de controlar os quatro elementos da natureza. Já me disseram que o filme é uma pedrada, mas até minha mãe quer ver.

The Kids Are All Right – Passou de 20 de agosto para 12 de novembro. Filme sensação em Sundance e traz de volta Annette Bening, que vive Nic, casada com Jules (Juliane Moore). O casamento é estável até os filhos Joni (Mia Wasikowska, a Alice) e Laser (Josh Hutcherson) trazerem o doador de esperma, papel de Mark Ruffalo.

Atualização
Scott Pilgrim Contra o Mundo – A Paramount adiou o lançamento de 15 de outubro para alguma data de novembro.

odette

A linda Natalie Portman como Nina, protagonista de Black Swan, novo filme de Darren Aronofsky e que se passa nos bastidores de uma companhia de balet de Nova York. Após a substituição da primeira-bailarina, Nina disputa o papel principal de O Lago dos Cisnes com Lilly. Nina é perfeita para o Cisne Branco, enquanto Lilly se encaixa como o Cisne Negro. O papel é único, mas Nina não sabe se a novata existe mesmo ou se é fruto de sua imaginação.

Mila Kunis é Lilly, Vincent Cassel vive o diretor do espetáculo e Winona Ryder é a primeira-bailarina. O filme será exibido na abertura do Festival de Veneza, dia 1º de setembro. Natalie Portman + Darren Aronofsky? Promete!

luke, eu sou seu pai

Confesso que só assisti Star Wars quando houve o relançamento nos cinemas e fiquei chocado com o final do segundo filme (ou quinto, se contar a história cronologicamente), O Império Contra-Ataca. Meses depois vi um episódio do Simpsons em que um flashback mostrava o namoro de Marge e Hommer. Os dois saem da sessão do Episódio V, passando ao lado da fila para a próxima sessão, e Hommer diz bem alto: “Quem diria que o Darth Vader era pai do Luke”. Pois bem, uma boa reviravolta pode até salvar um filme, mas a lista que o jornal The Guardian fez não tem nenhum filme ruim. Como toda lista, esta também não é unânime.

1º lugar – O Sexto Sentido. Vi este filme sozinho no cinema e dei um pulo quando a Mischa Burton apareceu debaixo da cama. Nem percebi que o Bruce Willis estava morto o tempo todo.

2º lugar – Psicose. Já é tão clássico que todo mundo já deve saber o final. Na época, Hitchcock pediu para que a plateia não revelasse o final para quem ainda não havia assistido.

3º lugar – Os Suspeitos. O filme que abriu as portas para o diretor Brian Singer. Então foi o Kevi Spacey!

4º lugar – Star Wars – O Império Contra-Ataca.

5º lugar – Jogos Mortais. Ganharia melhor status se tivesse acabado no primeiro filme.

6º lugar – Clube da Luta. Excelente filme de David Fincher, pena que na época teve má repercussão por causa do Atirador do Shopping. O engraçado é que o final é bom até para quem já tinha lido o livro.

7º lugar – O Sacrifício (1973).

8º lugar – Os Outros. Ainda bem que o Alejandro Amenábar deixou Tom Cruise refilmar Abra Los Ojos em troca deste filme. Não é a toa que eu sempre suspeito da mãe do Daniel Faraday.

9º lugar – S7ven. David Fincher mais uma vez. Kevin Spacey mais uma vez. A ira.

10º lugar – Planeta dos Macacos (1968). E era a Terra no futuro. Charlton Heston gritando na praia com a Estátua da Liberdade quase soterrada.

Minha memória não funciona muito rápido, mas vamos lá: Old Boy, O Suspeito da Rua Arlington, O Silêncio dos Inocentes, O Grande Truque…

like don draper

A quarta temporada de Mad Men começa neste domingo, dia 25. A Vanity Fair entrou no escritório do criador da série, Matthew Weiner, para ver o que ele tem em comum com o protagonista Don Draper. Curiosidade de fã.

Cartaz japonês e um bar mais equipado que o do escritório de Don Draper.

A mesa e o mural: lembranças artesanais dos quatro filhos, um maço de Lucky Strike, o Bafta 2009 de Melhor Série e a agenda.

Se você quer ser figurante em Mad Men, mande uma foto sua no melhor estilo anos 60 e envie para o site.

simplesmente leo

Aos 36 anos, Leonardo DiCaprio é o retrato de um ator que soube amadurecer e fazer escolhas inteligentes como ator e produtor. Não morro de amores por ele, mas o admiro cada vez mais. Para lançar A Origem, a Rolling Stone americana fez uma entrevista bastante honesta com o ator, em que ele fala sobre amadurecimento, relacionamentos e o período Titanic de sua vida. Se você gosta de Leo, aproveite A Origem, pois ele só voltará a aparecerá nas telas em 2012, sob comando de Clint Eastwood.

A Origem já estreou nos EUA e muita gente não entendeu o filme e muitos nem sabem do que se trata. Para isso, a Vanity Fair fez um artigo perguntando se pessoas não muito espertas podem gostar do filme. Só para lembrar, A Origem estreia dia 6 de agosto por aqui e a Warner não está me pagando jabá.

mundinho pop

Se uma bomba cair em San Diego neste fim de semana, teremos que dar adeus ao mundinho pop que engloba HQs, filmes, televisão, animação e games, porque a Comic-Con abre suas portas nesta quinta-feira. Já há alguns anos, a Comic-Con se tornou o principal portal para estúdios e canais de televisões mostrarem suas prévias, fazer marketing e responder aos mais exigentes fãs. A gente sabe que muita coisa vai ser revelada na Comic-Con deste ano, como:

Cowboys & Aliens. O novo filme do diretor de Homem de Ferro é baseado na HQ de mesmo nome. Pouca coisa divulgada, apenas esta foto  ao lado (um teste de luz) e a sinopse. A história se passa em 1873, quando um forasteiro desmemoriado chega na cidade de Absolution, dominada por um coronel. Quando os moradores começam a ser abduzidos, o forasteiro começa a recuperar a memória. O elenco promete: Daniel Craig, Harrison Ford, Paul Dano, Olivia Wilde (a 13 de House), Sam Rockwell, Clancy Brow, Keith Carradine e Noah Ringer. O roteiro foi adaptado por Alex Kurtzman (Filhos da Esperança, Homem de Ferro), Roberto Orci (Star Trek) e Damon Lindelof (Lost). Estreia prevista para o verão americano de 2011.

Priest. Outro faroeste, agora com vampiros e também baseado em HQ. Paul Bettany repete a parceria de Legião com o diretor Scott Charles Stewart. Ele é um padre que decide ir atrás dos vampiros que raptaram sua sobrinha. Na empreitada, recebe ajuda de um xerife. Completam o elenco Cam Gigandet, Karl Urban, Maggie Q, Christopher Plummer e o Vampiro Bill Stephen Moyer, que aqui não será um vampiro. A estreia está agendada para janeiro de 2011.

Tron. Já falei sobre Tron neste post. A aventura teve algumas cenas refilmadas depois de uma exibição para produtores, processo comum em filmes. Tron já passou pelas edições anteriores da Comic-Con, mas dessa vez deve dar o ponta pé de divulgação para a estreia em dezembro. Com Jeff Bridges e Olivia Wilde (tá em todas).

Sucker Punch. Zack Snyder é um diretor corajoso. Fez 300 e logo em seguida, o interessante Watchmen, ambas adaptações de HQs. Sucker Punch é uma ideia original e bastante fantasiosa, se passa na mente de uma jovem internada em um hospício e sua luta para fugir de um maníaco. As primeiras cenas serão divulgadas no painel da Comic-Con. O elenco é formado por Emily Browning, Jena Malone, Vanessa Hudgens, Jon Hamm e Carla Gugino. A estreia está marcada para março de 2011.

Harry Potter e as Relíquias da Morte. Depois do ótimo trailer, o que ainda se pode mostrar para atiçar a curiosidade dos fãs? Não sei, mas a primeira parte de Relíquias estreia em novembro e todo mundo quer perguntar ao elenco como foi crescer fazendo a série de filmes. Como dito no trailer, é o início do “evento cinematográfico de uma geração”.

Don’t Be Afraid of the Dark. Baseado num telefilme de 1973, DBAOTD está em produção e tem Guy Pearce, Katie Holmes e Alan Dale no elenco. O filme tem direção de Troy Nixey e só chamou atenção por ser produzido por Guillermo del Toro. A história é sobre uma menina de nove anos que vai morar com o pai e a madrasta em uma mansão, onde estranhas criaturas vivem no porão. A missão da menina é convencer que as criaturas existem e que são uma ameaça. Mais detalhes devem ser divulgados na Comic-Con.

Deixe Ela Entrar. Matt Reeves (Cloverfield) faz a versão americana do amado drama sueco. As críticas são muitas, mas pelo trailer dá para ver que o diretor manteve cenas chaves do original. À MTV, Reeves disse que tentou dar um contexto mais americano e que a história será contada mais pela perspectiva do menino, como é no conto de John Ajvide Lindqvist. Estreia em outubro nos EUA.

The Walking Dead. Adoro zumbis e me anima muito ver que a AMC (Mad Men, Breaking Bad) estreia esta série de seis episódios em outubro. A trama é como as outras do gênero, um grupo de sobrevivente procura um local seguro para viver.

Ainda na Comic-Con: Battle: Los Angeles; Capitão América; Scott Pilgrim vs The World; Lanterna Verde e Thor.